Marcieli Logo

Blog

  • Home
  • >
  • Blog
  • >
  • 08 dicas para o pós-operatório de lipoaspiração
  • Compartilhe:

08 dicas para o pós-operatório de lipoaspiração

O pós-operatório pode ser determinante para o sucesso da lipoaspiração

1. Evitar banho quente nos primeiros dias de pós-operatório

O calor (banho quente ou bolsas de água quente) não são indicados no pós-operatório imediato ou enquanto houver sinais de fase inflamatória*. O calor aumenta a circulação local, pois faz vasodilatação e, consequentemente, aumenta o inchaço.

*O processo de cicatrização é didaticamente subdividido em três fases (fase inflamatória, proliferativa e remodelamento). Porém, muitas vezes, essas fases se sobrepõem e ocorrem simultaneamente.

Fase inflamatória: fase exsudativa com duração entre 01 e 04 dias (a depender da extensão da área a ser cicatrizada e da natureza da lesão). É caracterizada por dois processos que buscam limitar a lesão tecidual: a hemostasia e a resposta inflamatória aguda. Corresponde à ativação do sistema de coagulação sanguínea e à liberação de mediadores químicos (fator de ativação de plaquetas, fator de crescimento, serotonina, adrenalina e fatores de complemento). Nessa fase, a ferida/lesão pode apresentar edema, vermelhidão e dor. (Fonte: https://goo.gl/87qBLG)

2. Não se expor ao sol

A áreas roxas se apresentam pela presença de sangue infiltrado na pele. A exposição solar deve ser evitada, principalmente, pela presença de equimoses (áreas roxas conhecidas como hematomas). A exposição ao sol pode gerar manchas escuras nessas regiões, independentemente, se as áreas já estão esverdeadas ou amareladas.

3. Usar filtro solar

Após 30 dias, caso o paciente necessite se expor ao sol, é imprescindível o uso de filtro solar mesmo que as equimoses (áreas roxas) não estejam mais presentes.

4. Movimente-se!

Na lipoaspiração não há restrição de movimentos, somente deve se evitar a realização de exercícios intensos.

5. Não realizar atividade física sem liberação

Em média 30 dias é o mínimo recomendado para retornar às atividades físicas. Se o paciente fez a lipoaspiração associada a outro procedimento como mama ou abdominoplastia, o retorno às atividades físicas pode demorar um período maior (consulte o cirurgião).

6. Repousar nos primeiros dias de pós-operatório

Repouso nos primeiros dias ajuda na recuperação do paciente após a lipoaspiração. Repouso não significa passar o dia deitado sem se movimentar. O movimento realizado com orientação fisioterapêutica é importante para acelerar a recuperação. Se o paciente realizou apenas lipoaspiração, não há restrições com relação à postura para dormir. Escolha o que for mais confortável. Durma bem (tente).

7. Usar cinta modeladora e placas pós-operatórias de qualidade

O uso da cinta modeladora é fundamental para o resultado da cirurgia. A cinta e as placas auxiliam na redução do edema e formação da fibrose. Adquira cinta de qualidade e a ajuste quando necessário. O fisioterapeuta saberá orientar qual o melhor modelo de modelador e placas de acordo com as regiões que serão “lipadas”.

8. Tratamento pós-operatório com fisioterapeuta

O tratamento fisioterapêutico, em fase intraoperatório e/ou pós-operatório, é imprescindível para conduzir o processo de cicatrização, minimizar a dor e a formação da fibrose. A fisioterapia deve ser iniciada o mais precoce possível. Utilize os mesmos critérios adotados para a escolha do cirurgião plástico. O pós-operatório é a continuidade da cirurgia e o sucesso dela depende de um pós-operatório efetivo e de qualidade.

Ótima recuperação!

Quer saber mais? Escreva para mim!


Dra. Marcieli Martins

Especialista em Fisioterapia Dermatofuncional

Comentários

  • Compartilhe: