Marcieli Logo

Blog

  • Home
  • >
  • Blog
  • >
  • Mito ou Verdade: Repouso evita fibrose no pós-operatório de lipoaspiração?
  • Compartilhe:

Mito ou Verdade: Repouso evita fibrose no pós-operatório de lipoaspiração?

Evitar movimentar-se durante o processo de cicatrização e pós-operatório de lipoaspiração auxilia na prevenção da fibroses?

É muito frequente ouvir no consultório que durante o pré-operatório, os pacientes recebem a orientação para realizar repouso e não movimentar as regiões operadas durante o pós-operatório de lipoaspiração. O intuito do repouso e da inatividade segundo orientações recebidas por eles é EVITAR a formação da fibrose.

Alguns pontos precisam ser esclarecidos para não gerar confusão e induzir o paciente ao erro, afinal orientações pode interferir diretamente no resultado da cirurgia.

A lipoaspiração é a cirurgia destinada a correção de gordura localizada, permitindo melhora do contorno corporal. Entretanto, cuidados no pós-operatório são fundamentais para alcançar o sucesso desejado.

Para levar informação aos pacientes, elaborei abaixo alguns itens que que são fundamentais que sejam compreendidos e executados durante o pós-operatório.

05 dicas sobre repouso e movimento no pós-operatório de lipoaspiração

1. Embora seja uma cirurgia com pequenas incisões na pele, a remoção da gordura através dos movimentos contínuos de inserção da cânula geram um trauma tecidual que desencadeará um processo intenso de cicatrização. Para controlar a intensidade desse processo de cicatrização, ou seja, permitir que ele cumpra seu papel de cicatrizar a lesão criada, é fundamental a atuação do fisioterapeuta no pós-operatório imediato.

2. Vale ressaltar que quanto menos intenso for o processo de cicatrização, menos fibrose  acontecerá.

3. Com a intervenção para retirada de gordura, as regiões que foram submetidas ao processo cirúrgico de aspiração estarão parcialmente “descoladas”. Com o avanço do processo fisiológico de cicatrização, os tecidos nas áreas afetadas pela cirurgia iniciam um processo de aderência. Entretanto, para permitir uma aderência fisiológica controlada, ou seja, cicatrização efetiva e regular, é necessário que o fisioterapeuta através de técnicas específicas conduza esse processo. Caso contrário, é comum o organismo entrar em um processo descontrolado de produção de tecido cicatricial na tentativa de reparar os danos e restabelecer a função do tecido lesado.

4. Para controlar o processo de cicatrização, minimizar a formação de fibrose, evitar aderências cicatriciais, reduzir a dor e manter a mobilidade global, é fundamental que o paciente se movimente. O movimento deve ser orientado, realizado de forma gradual sob orientação de um fisioterapeuta.

5. Deve ser objetivo do tratamento fisioterapêutico: controlar a dor, reduzir o edema, controlar o processo de cicatrização, manter mobilidade global, evitar fibroses e aderências cicatriciais e contribuir com o resultado estético após a lipoaspiração.

Dessa forma, respondendo ao questionamento inicial do post: Repouso evita fibrose no pós-operatório de lipoaspiração?
A resposta é NÃO. Trata-se de um mito criado por alguns profissionais ou até mesmo pelos próprios pacientes.

Repouso não evita a formação da fibrose, pelo contrário! A redução da mobilidade causada pelo repouso pode contribuir com a formação da fibrose e com a limitação de movimento nas regiões lipoaspiradas.

O que deve ser evitado são os movimentos excessivos, intensos e realizados sem orientação do fisioterapeuta.

Quer ter um pós-operatório de qualidade?

Faça fisioterapia!


Dra. Marcieli Martins

Especialista em Fisioterapia Dermatofuncional

CREFITO 8 – 13535-F

Comentários

  • Compartilhe: