Marcieli Logo

Tratamento

  • Home
  • >
  • Tratamentos
  • >
  • Fisioterapia no pré-operatório de cirurgia plástica estética e reparadora

Fisioterapia no pré-operatório de cirurgia plástica estética e reparadora

O tratamento desenvolvido pelo Fisioterapeuta Dermatofuncional no pré-operatório tem como objetivo realizar uma inspeção minuciosa da região a ser submetida à cirurgia plástica, observar assimetrias, presenças de estrias, aderências cicatriciais, qualidade da pele, elasticidade, fibroses decorrentes de outras intervenções cirúrgicas, entre outros. É extremamente relevante avaliar/identificar alterações pré-existentes de ordem estética e/ou funcional e tratá-las. Tal conduta fará com que o período intraoperatório e pós-operatório evolua da melhor forma possível, minimizando as possíveis intercorrências e complicações.

Após avaliação pré-operatória é traçado um plano de tratamento para cuidar das disfunções presentes a fim de que elas não comprometam o resultado estético da nova cirurgia e, consequentemente, tragam a insatisfação do paciente. Ainda nessa avaliação é exposto ao paciente todas as orientações quanto à mobilidade, ao posicionamento, ao uso da cinta modeladora, ao retorno às atividades de vida diária e ainda o esclarecimento sobre possíveis dúvidas do tratamento fisioterapêutico pós-operatório.

Um ponto importante que deve ser esclarecido no Pré-operatório é desmistificar que o Pós-operatório é drenagem linfática manual.

Reabilitação pós-operatória de cirurgia plástica

é um tratamento completo para que o paciente, que recorre à cirurgia plástica, possa alcançar os resultados almejados com a realização do procedimento cirúrgico.

A avaliação fisioterapêutica no pré-operatório:

– Colher informações relevantes sobre atividades de vida diária (AVD´S) e atividades desempenhadas profissionalmente;

– Reconhecer possíveis alterações posturais;

– Detectar se há limitação de movimento por alteração em nível de pele (subcutâneo), muscular e/ou articular;

– Identificar presença de dor articular e/ou muscular preexistentes;

– Sentir a qualidade da pele e das cicatrizes anteriores;

– Observar se há presença de estrias;

– Avaliar a capacidade pulmonar;

– Identificar fibroses decorrentes de outras intervenções cirúrgicas, entre outros;

– Orientar em relação ao uso de cinta pós- cirúrgica/ modelador e placas de contenção;

Check list do pré-operatório

1. Definir o cirurgião plástico para o procedimento;

2. Realizar os exames pré-operatórios solicitados;

3. Conhecer o local em que será operado;

4. Consultar o cardiologista;

5. Consultar o anestesista;

6. Pacientes fumantes devem evitar ao máximo o consumo de cigarro;

7. Escolher a fisioterapeuta que acompanhará desde o pré-operatório até o pós-operatório. A fisioterapia é a continuidade do procedimento cirúrgico e, quando bem desenvolvida, garante o sucesso da cirurgia plástica;

8. Fazer a consulta pré-operatória com a fisioterapeuta que realizará a reabilitação intraoperatória e/ou pós-operatória;

9. Agendar a consulta com o cirurgião plástico para as fotos, marcação cirúrgica e assinatura de contrato;

10. Comprar toda a medicação prescrita pelo cirurgião plástico, bem como todos os produtos indicados para os curativos;

11. Adquirir a cinta pós-cirúrgica/modelador e placas de contenção para os pacientes que realizarão lipoaspiração e/ou abdominoplastia (se houver condição, o ideal é ter 02 cintas pós-cirúrgicas/modeladores);

12. Adquirir o sutiã pós-cirúrgico para os pacientes que farão inclusão de prótese mamária ou mastopexia/mastoplastia (se houver condição, o ideal é ter 02 sutiãs);

13. Adquirir a faixa facial pós-cirúrgica para os pacientes que realizarão ritidoplastia/lifting de face;

14. Adquirir a meia antitrombo (quando indicada);

15. Adquirir absorventes pós-parto (para os pacientes que terão incisões mantidas abertas para drenar);

16. Evitar esmaltes escuros e adereços (anéis, brincos, piercings etc);

17. Levar para a clínica/hospital roupas confortáveis e fáceis de vestir;

18. Levar para a clínica/hospital documentos de identificação e carteirinha do Plano de Saúde (caso tenha);

19. Evitar levar para clínica/hospital objetos de valor;

20. Dirija-se para a clínica/hospital escolhida de preferência acompanhada;

21. Ter alguém para auxiliar no pós-operatório imediato. Isso é fundamental para que o paciente consiga respeitar as limitações impostas pela cirurgia e evitar intercorrências e complicações;

22. Respeitar o jejum sugerido pelo cirurgião;

23. Evitar a ingestão de bebidas alcóolicas;

24. Comparecer à última consulta com o cirurgião e tirar todas as dúvidas;

25. Tirar fotos em casa, pois, em breve, você não se lembrará de como você era;

26. Levar todos os exames feitos no pré-operatório no dia da cirurgia;

27. Agendar o primeiro atendimento fisioterapêutico entre 48-72 horas de pós-operatório;

28. Descansar no dia anterior à cirurgia (ao menos, tente).

 

Ótima cirurgia!!!


Dra. Marcieli Martins

Especialista em Fisioterapia Dermatofuncional

  • Compartilhe: