Dra. Marcieli Martins - Fisioterapia Dermatofuncional Curitiba

  • Home
  • >
  • Blog
  • >
  • Pós-operatório: a importância de escolher o profissional que dará continuidade após a cirurgia.

Pós-operatório: a importância de escolher o profissional que dará continuidade após a cirurgia.

A escolha do profissional que realizará o pós-operatório é tão importante quanto a escolha do cirurgião?

A maioria dos pacientes quando decidem realizar um procedimento cirúrgico, iniciam por escolher o médico que realizará o procedimento.

Muitos consultam um, dois, três…..alguns procuram muitos profissionais antes da escolha final. É fundamental que o paciente tenha empatia e confie no profissional que realizará cirurgia.

Após a definição do médico, inicia-se a preparação para o “grande dia”.  Exames, consulta pré-anestésica, medicamentos, cintas modeladoras, meia anti-trombo, placas, etc.

O check list pré-operatório é longo e muito importante.

Por outro lado, muitos pacientes não se atentam sobre a necessidade e a importância do pós-operatório.

O pós-operatório é a continuidade do procedimento cirúrgico, é no pós-operatório que teremos o sucesso da cirurgia ou não.

Alguns cuidados e condutas pós cirúrgica podem ser essenciais para o resultado almejado com o procedimento.

Os pacientes devem se preocupar ao escolher o profissional que realizará o pós-operatório, assim como,  ocorreu ao definir o cirurgião.

Um pós-operatório bem sucedido possibilita uma recuperação com menos intercorrências, bem como o retorno às AVD’s (atividades de vida diária) e à atividade laboral.

O cirurgião pode ter a técnica perfeita mas se o paciente não tiver um tratamento pós-operatório de qualidade, sem dúvida, a cirurgia poderá ser comprometida.

Por isso, não busquem apenas preço, escolham um profissional capacitado que tenha conhecimento para conduzir o tratamento minimizando as intercorrências e complicações ou tratando-as caso elas aconteçam.

Fisioterapia no pós-operatório

O fisioterapeuta é o profissional capacitado para realizar a Reabilitação. Reabilitar/ recuperar faz parte do exercício profissional do fisioterapeuta. A preocupação desse profissional não deve ser apenas com o resultado estético, mas também com a restauração do paciente como um todo.

Aliviar a dor, minimizar a formação de fibrose, reduzir o edema (inchaço) e as equimoses (áreas roxas), restabelecer os movimentos que estão comprometidos com a cirurgia e permitir que esse paciente retorne à sua vida normal após a realização do procedimento cirúrgico.

Muitas vezes, por se tratar de uma cirurgia “estética”, os pacientes não se atentam que embora os riscos sejam pequenos, eles existem! A maioria das intercorrências  podem ser evitados quando o paciente está sob os cuidados de um médico e um fisioterapeuta preparado para atuar em todas as circunstâncias.

O fisioterapeuta deve trabalhar como parceiro do médico, cada um respeitando os limites de cada profissão, ambos atuando para um bem maior que é a recuperação e o sucesso da cirurgia.

Pense na sua saúde, pense na funcionalidade, pense no resultado estético!

Ninguém pode ter um pós-operatório bem sucedido, tendo um abdômen “chapado” ou uma mama maior /menor mas não conseguir realizar um movimento ou ainda ficar com sequelas estéticas e funcionais.

Invista no tratamento pós-operatório.

Pesquise.

Busque referências.

Escolha um fisioterapeuta habilitado.

Procure qualidade.

Sua cirurgia merece esse cuidado.

A escolha do profissional que realizará o pós-operatório é tão importante quanto a escolha do cirurgião.


Dra. Marcieli Martins

Especialista em Fisioterapia Dermatofuncional

 

 

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *