Dra. Marcieli Martins - Fisioterapia Dermatofuncional Curitiba

  • Home
  • >
  • Blog
  • >
  • Minha cicatriz abriu! E agora, como tratar?

Minha cicatriz abriu! E agora, como tratar?

Você sabia que a fisioterapia pode tratar essas cicatrizes?

Minha cicatriz abriu! E agora? Eis aqui um grande pesadelo do pós-operatório: os pontos abrirem.

Também conhecida no meio médico por deiscência de sutura, essa complicação gera medo, insegurança e muita preocupação no pós-operatório.

Se isso aconteceu, calma, o seu cirurgião e a sua fisioterapeuta podem lhe ajudar.

Em geral, a cicatriz pode abrir por dois motivos, o primeiro é por força de tensão, ou seja, a cicatriz que ainda não tem resistência (não está madura) passa a ser submetida a movimentos excessivos e consequente por não estar 100% cicatrizada ela abre.

Outro motivo que pode levar à deiscência de sutura é a reação inflamatória aos pontos intradérmicos (pontos internos reabsorvíveis).

Há casos que mesmo após 30 dias de cirurgia o organismo não consegue reabsorver os pontos e para eliminá-los a cicatriz abre.

Em ambas situações, o cirurgião plástico deve ser comunicado, entretanto, a fisioterapia pode tratar de maneira efetiva as cicatrizes abertas.

tratamento fisioterapêutico através de técnicas manuais, taping (bandagem) e recursos eletroterapêuticos como o laser de baixa potência, a microcorrentes e a alta frequência, por exemplo, podem ser utilizados com o objetivo de estimular a cicatrização deficiente e consequentemente auxiliar para que a cicatriz feche o mais breve possível.

Quanto mais precoce essas cicatrizes se fecharem, menor será a chance dessa cicatriz infectar, menor será o comprometimento estético e o transtorno que isso pode gerar.

Cicatrizes abertas, na maioria das vezes, fecham sozinhas, entretanto, sem um tratamento especializado elas podem levar muitos dias ou até mesmo meses para se fecharem por completo.

A melhor forma de tratamento sempre será a prevenção, ou seja, evitar que elas se abram, por isso é fundamental a atuação da fisioterapia no pós-operatório de qualquer cirurgia, principalmente após as cirurgias plásticas onde o apelo estético é sempre muito grande.

O fisioterapeuta pode acelerar a recuperação através da associação de recursos e desde o intraoperatório (tratamento em centro cirúrgico) atuar de forma preventiva e minimizar intercorrências e complicações, como as deiscências de suturas.

Por isso, vai realizar ou já realizou uma cirurgia?

Invista no pós-operatório.

Faça fisioterapia especializada.


Dra. Marcieli Martins

Especialista em Fisioterapia Dermatofuncional

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *