Dra. Marcieli Martins - Fisioterapia Dermatofuncional Curitiba

Liberação tecidual

Você conhece a técnica de liberação tecidual?

Liberação tecidual é considerado o melhor tratamento de fibrose e aderência de cicatriz

A liberação tecidual consiste na utilização da terapia  manual respeitando os princípios da mecanobiologia e neurofisiologia dos tecidos cicatriciais para prevenir fibroses (pós-operatório imediato) e tratar fibroses (pós-operatório tardio).

Atualmente é considerada pelos especialistas no assunto como o melhor tratamento para fibroses e aderências.

Para se alcançar os resultados da reorganização do tecido jamais devemos estimular o processo de cicatrização, ou seja, evitar tratamentos que sejam agressivos já será um excelente começo.

Seguindo esse raciocínio, o fisioterapeuta pode associar muitas outras técnicas manuais para favorecer a reorganização tecidual, recuperação funcional e estética do paciente.

Por outro lado, tratamentos que geram dor, realizado de forma intensa/agressiva e repetido em um curto intervalo (a cada 02 dias, por exemplo), estimulam ainda mais o processo de cicatrização.

Infelizmente, os tratamentos desenvolvidos com associação de ultra-som, radiofrequência, carboxiterapia, bambuterapia, massagem modeladora e muitos outros tratamentos que aumentam a resposta cicatricial, prolongam o tratamento pós-operatório.

Muito profissionais ainda acreditam que tratar fibrose significa “quebrar”.

É importante ressaltar que, qualquer tratamento manual que cogite “romper” a fibrose ou até mesmo utilizar aparelhos para “quebrar” ou “amolecer” a região que está endurecida e/ou irregular, sem dúvida esse tratamento está fadado ao fracasso.

Para ter sucesso no tratamento de fibrose é necessário aprofundar na fisiologia da cicatrização normal e da cicatrização excessiva.

Entender esse processo e conhecer como funciona as células envolvidas no reparo tecidual, possibilitará ao profissional elaborar um programa de tratamento resolutivo com poucos atendimentos.

O tratamento fisioterapêutico por liberação tecidual não deve ser associado a aparelhos ou técnicas agressivas.

Cuidado!  Apenas fisioterapeutas podem atuar com este conceito pois trata-se de recursos ensinados somente a fisioterapeutas.

Os pacientes devem se informar sobre a capacitação técnica do profissional que realizará o tratamento, esse cuidado pode garantir o sucesso do tratamento.

Fibrose tem tratamento e é sem equipamento!


Dra. Marcieli Martins

Especialista em Fisioterapia Dermatofuncional

Comentários

2 respostas para “Liberação tecidual”

  1. Luciene Ferreira da Silva disse:

    Oi estou fazendo fisioterapia pois quebrei o rádio distal e na fisioterapia a fisioterapeuta puxa muito o meu pulso para baixo e para cima isso me faz ter muita dor Existe outro tipo de manuseio que me permita a voltar ao normal sem ter que sentir tanta dor sem tanta agressividade

    • marci martins disse:

      Sim, é possível trabalhar isso sem que o paciente sofra.
      De onde você é? quem sabe posso lhe ajudar indicando algum colega.

      Um abraço.

      Dra. Marcieli Martins

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *